Torta de Neem com Alho em Pó (20 kg)

A torta de Neem pode ser administrada Usar 4 gramas cabeça dia... pode ser usada na ração sal mineral sal comum nao existe contra indicações...

COMBATE: VERMES, BICHEIRA, CARRAPATO, BERNE, PIOLHOS, SARNA, E MOSCA DO CHIFRE.

Indicação:

Eficiente no controle de endo e ectoparasitos em bovinos, ovinos, caprinos, suínos e aves.

A Azadiractina é o principal ingrediente ativo atuando sobre os parasitas de diversas maneiras,
 os principais efeitos são:
Repelente
Interrompe o crescimento
Diminui postura e mata ovos dos insetos
Provoca distúrbios fatais nos insetos adultos.

Modo de uso:
No sal mineral acrescentar 1 a 2%.
Na ração acrescentar 1 a 2Kg torta neem por tonelada.
Deve-se ajustar a quantidade para que cada animal receba no máximo 4gr torta neem / animal / dia.


Os extratos de nim também tem ação como:
Vermífugo
Fungicida
Bactericida
Antinflamatório
Imunoestimulante

O alho tem sido utilizado desde a Antigüidade, na terapêutica de um grande número de doenças, sendo seu uso como medicamento, mundialmente conhecido. Pequena planta cultivada, mais notadamente nas Índias e nas proximidades do Mar Mediterrâneo, no México e América do Sul.

Raramente não encontramos o alho em uma propriedade agrícola, quer seja ela grande ou pequena, nos sítios, nas chácaras, fazendas, hortas e ao lado das chamadas grandes culturas. Nas propriedades rurais, costuma o homem do campo dizer: "O alho serve para tudo". Desde condimento, até como remédio, ele passa como um conceito filosófico corriqueiro, "da cozinha para os laboratórios", de onde extraem produtos medicamentosos, de alto valor. O consumo de alho é grande, principalmente dado ao seu uso corrente como condimento. Parte utilizada: bulbo seja em forma de óleo, pó, estrato ou mesmo fresco, em todos os casos de enfermidades, a melhor forma de aplicação tem sido o consumo de alho cru, puro, em saladas ou sucos.

Propriedades medicinais:

O alho tem efeito estimulante, carminativo, expectorante, repelentes, anti-séptico (desinfetante poderoso), imunoestimulante, anti-helmíntico (vermes), anti-nematóides, anti-adesivo plaquetário, anti-parasitário - no caso da Giárdia, Entamoeba, Histalítico, etc., anti-viral, hipotensor (baixa a pressão), baixa a taxa de colesterol, combate o câncer de pele (com uso tópico) e diversas outras funções, sabe-se que contém alicinas, sulfuretos, hormônios sexuais, resinas, enzimas, proteínas, sais minerais, oligoelementos, vitaminas A, B1, B2, B8, C, PP, frutosanas, pectina, aliinase, lizosima (fermento), etc. 
Indicado no tratamento de diversas doenças como: acne, asma, artrite, bronquite, gripe, distúrbios intestinais, dores de dente, picadas de insetos, parasitas, problemas digestivos ( aumenta secreção dos sucos gástricos facilitando digestão ), problemas de rins, reumatismo, pressão arterial elevada( se usado com regularidade por um longo tempo atua nos casos de varizes e hidropisia), coqueluche, tuberculose e verrugas, entre outras, mas se usado em excesso pode causar queda da pressão arterial e irritação no estômago.

Inicialmente a pesquisa voltou-se ao controle de moscas do chifre com total sucesso observou e analisou, após diversas pesquisas bibliográficas, que o referido alho fornecido na forma de insumo animal, manteve efeito de agente repelente a outros ectoparasitas, tais como: carrapatos, bernes e vermes.

Em anos mais recentes ele tem sido objeto de um número elevado de pesquisas sendo hoje utilizado na bovinocultura, como também na suinocultura e avicultura como promotor de crescimento, vermífugo e antibiótico natural, pois é rico em micro elementos essenciais ao organismo dos animais, além do seu efeito repelente a mosca do chifre e outros ecto e endoparasitas. Sua utilização favorece o ganho de peso, reprodução e crescimento dos animais. É um produto 100% natural não causando a intoxicação de trabalhadores e animais, caracterizado também por ser um produto de baixo custo por animal e evitando as perdas com o manejo. 

A Garlicina- na bovinocultura, suinocultura e avicultura

Garlicina “um novo antibiótico" – extraído do alho comum, é quimicamente distinto de todas as substâncias previamente extraídas do alho, ela é ativa "in vitro" e "in vivo" contra bactérias do grupo Colitífico-disentérico e não é inativada pelos sucos digestivos e humores, mostrou-se praticamente atóxica, é absorvida ao nível de tubo digestivo passando para o sangue e sendo eliminada através da biles pela urina. Independente do clima há atividade da Garlicina no tratamento de infecções causadas por essas bactérias, por amebíase e por protozoonoses biliares. 
  
 Indicação:

O alho na forma de insumo animal (alho em pó ou desidratado) é consumido pelo gado através da ração ou junto com sais minerais tem efeito repelente-para mosca de chifre e outros ectoparasitas ( carrapatos, bernes e vermes ). O alho em pó não apresenta riscos de contaminação pelo uso freqüente, podendo ser usado tanto para o gado de corte como o gado leiteiro, sem deixar vestígios ou resíduos no leite.